Escrevendo uma novela romântica: Personagens

Este é mais um artigo da série "Passos para escrever uma novela romântica", que abarca as diversas fases do processo de escrita, desde a ideia até a revisão.


PERSONAGENS DA NOVELA ROMÂNTICA - CLASSIFICAÇÃO PRÁTICA

Uma história romântica sempre conta com um casal protagonista.

O que talvez não seja tão óbvio é que toda história precisa apoiar-se em um único personagem.

Sempre haverá um personagem que esteja (ainda que ligeiramente) em primeiro plano em relação ao outro protagonista.

Ele ou Ela?

Esta é a primeira decisão importantes que devemos tomar.

Em outras palavras: Qual será o PONTO DE VISTA DOMINANTE da história?

O PVD (ponto de vista dominante) seá o personagem que colocará a história em perspectiva.

Isto não é um capricho, é uma necessidade estrutural que tornará a sua novela uma experiência melhor para o leitor.

A percepção tende a fixar-se em apenas um ponto, e a partir dele constrói a realidade. Uma novela funciona exatamente da mesma maneira (afinal, quando escrevemos uma história o que fazemos é construir uma realidade fictícia).

Você poderá identificar o seu protagonista porque será o personagem que mais alterações sofra durante a história. Será o personagem mais afetado pela ação dramática.

Além disso, é com quem o leitor fará sua primeira identificação, e com quem se comprometerá emocionalmente durante o transcurso da história.

Recapitulando, poderíamos dizer que o primeiro ponto para desenvolver uma história é definir as mudanças que sofrerá o seu protagonista em um determinado espaço de tempo.

Começaremos com o personagem PVD colocado em seu MUNDO NORMAL, quer dizer, sua vida cotidiana. Entretanto, durante a primeira quarta parte da história um evento extraordinário deverá obrigá-lo a deixar essa comodidade para entrar em terreno desconhecido.

A partir deste ponto, o personagem se verá envolvido na ação dramática, partindo em busca daquilo que quer, enfrentando um desafio atrás do outro, sempre com um nível de dificuldade crescente.

Enfrentar a esta sequência de desafios constitui a aprendizagem do personagem, é aquilo que fará com que tome consciência de suas debilidades e, consequentemente, que cresça emocionalmente. 

Quando o seu protagonista chegue ao CLÍMAX DA HISTÓRIA, deverá enfrentar o maior e mais difícil de todos os desafios, aquilo que mais teme e que adiou ao longo de sua jornada.

Finalmente, na resolução da história, o seu protagonista terá alcançado (ou não) a sua meta de longo prazo e converteu-se em uma pessoa melhor do que aquela que era no começo da história.

Terá superado, de uma ou outra forma, os obstáculos do caminho, tendo enfrentado seus medos e fraquezas mais profundos.

O que acabo de descrever em poucos passos é o que chamo de ARCO DRAMÁTICO DO PERSONAGEM.

E não apenas o seu protagonista deverá percorrer a trajetória deste arco, mas sim cada um dos personagens da história, em maior ou menor medida, também deverão percorrer seu próprio arco dramático.

Como um guia prático, aqui lhe apresento uma classificação segundo seu peso e significado dentro da história:

Classificação Prática de Personagens

Primários: No cado de uma novela romântica são os protagonistas indispensáveis: a heroína e o herói, e, se você decide que haja, um antagonista. Suas histórias são centrais e acabam absorvendo as histórias secundárias.

O antagonista pode ser uma pessoa, um grupo de pessoas, uma força da natureza ou sobrenatural. Apesar de que o antagonista pode ter aliados, devemos escolher um único personagem para que se converta no foco da ação, da mesma maneira que fizemos com o protagonista.

Desta maneira estreitamos o enfoque da ação.

Secundários: Entorno familiar íntimo (filhos, pais, irmãos), amigos, parentes, vizinhos.

Podem ter suas próprias histórias, porém seus arcos dramáticos deverão estar diretamente relacionados à história central.

Terciários: Personagens com papéis funcionais, aparições isoladas ou rotineiras que ajudam a dar à história uma maior profundidade ou aparência real.

Frequentemente aparecem apenas uma vez, cumprem sua missão e desaparecem.

Raramente possuem seus próprios arcos dramáticos.


Traduzido por Cristina Pereyra



Cristina Pereyra
Escritora
Brasil
www.cristinapereyra.com








Escribe Romántica possui dezenas de artigos tão úteis quanto este, explore atentamente e descubra um mundo de possibilidades para melhorar a sua escrita e resolver os problemas que você encontra durante o processo. Tenho certeza de que eles lhe ajudarão tanto quanto me ajudaram - e continuam ajudando. Pouco a pouco irei traduzindo-os para o português. 

Dúvidas, sugestões e perguntas, deixe nos comentários. Estaremos procurando lhe atender e ajudá-lo a  conquistar seu espaço no mercado literário.


ANUNCIO IMPORTANTE: Si te suscribes a nuestro blog el día de hoy, en los próximos minutos recibirás TRES SECRETOS PARA MEJORAR TU NOVELA... y un regalo sorpresa!!! Todo absolutamente GRATIS.



¡Comparte en Google+!

Publicado por Sianny

    Comenta con tu cuenta de BLOGGER
    Comenta con tu cuenta de FACEBOOK

0 comentarios:

Publicar un comentario